Game of Thrones: esperar até o ano que vem ou ler os livros?

Neste fim de semana tivemos o final da terceira temporada de Game of Thrones, onde para desespero dos fãs, várias pontas da trama ficaram soltas e várias perguntas sem respostas. E agora só teremos mais capítulo da série no ano que vem!

Este geralmente é aquele momento em que muitos dos que estão apenas acompanhando a série pensam “Não vou esperar até o ano que vem, vou pegar os livros e saber o que acontece”. Isso é ótimo, ler é uma ótima atividade, e quando uma série faz isso com quem a está acompanhando, é porque o trabalho está muito bem feito.

Existem algumas coisas, porém, que precisam ser ditas sobre isto, inclusive para aqueles que acompanham a série depois de já ter lido os cinco livros.

A curiosidade matou o gato. Ler spoilers ou não?

Existe uma história divertida, que aconteceu com o querido amigo Ique Muniz, na gravação do podcast Walk Talk (do qual a Bruna Evelyn, que gentilmente me cede este espaço no seu blog para escrever estes artigos, também faz parte). Acontece que estávamos um episódio antes de Merle Dixon fazer sua investida suicida, e ele acabou lendo um spoiler sobre o episódio seguinte, e ficou tão chocado que ficou pelo menos um minuto inteiro sem conseguir articular nada coerente. Na semana seguinte, enquanto comentávamos o ocorrido, ele declarou-se arrependido de ter lido o spoiler.

Moral da história, você se arrisca a perder a sua diversão ao assistir a série, se ler os livros simplesmente como se fossem uma coleção de spoilers. Aproveite a leitura, viaje com o livro.

Se você decidiu que vai aproveitar estes seis meses de hiato para começar a ler os livros, não pense que, porque você viu as três primeiras temporadas várias e várias vezes, está livre para pular direto para o quarto livro. Muitos detalhes e histórias paralelas ficaram de fora da série. Leia desde o começo e prepare-se para se surpreender com as diferenças e todos os detalhes que não puderam ser postos na tela.

Quem já leu o livro: entre a frustração e a fascinação.

Uma das reclamações mais comuns (admito que eu mesmo juntei minha voz a estes comentários no final da segunda temporada, mas depois compreendi as razões da HBO) de quem já leu os livros e acompanha a série, é que os grandes acontecimentos não ficam tão bons quanto no livro.

Eu acho isso tremendamente injusto hoje em dia, porque a série tem duas enormes desvantagens em relação ao livro, neste caso. A primeira é que aqueles que já leram os livros, já tiveram o fator surpresa, no momento em que certos trechos são lidos. A narrativa de Martin se torna tão envolvente que você se sente dentro da cena. Além do mais, o Martin não tinha um orçamento de imaginação. Já os produtores da HBO…

Além de tudo isso, temos de levar em consideração que são mais de 1000 páginas de livro a serem condensadas em 10 horas de episódios, e elas precisam ser adaptadas para que o máximo de pessoas assista. Assim, algumas coisas, como o exagero no papel da Daenerys, Jon Snow e Tyrion Lannister em relação a outros personagens que simplesmente sumiram, além de detalhes sobre a história precisaram ser alterados, ou a série nunca seria lançada, o que seria muito pior.

A minha recomendação sincera é: caso leia os livros, pense na série como o que ela é, uma adaptação e não uma cópia, Aprendamos a viver com as adaptações de mercado. Porque é melhor um Daario Naharis louro e parecido com o Viserys do que Daario nenhum, nem Melissandre, nem Daenerys

Escritor, que vê o mundo de uma maneira especial e tenta transmitir essa visão aos outros, através de belas histórias.
“A história precisa ser vivida, antes de ser contada”

Facebook  

Comments

comments

Comente

DEIXE SEU COMENTÁRIO: