Kick-Ass 2: Chutando rabos realmente poderosos

Kick-Ass 2 vem sem grande expectativa, não houve burburinho na internet sobre as trocas no elenco e nem as monstruosas campanhas publicitárias de outros filmes de super herói que tivemos por aí. A grata surpresa é que este é um dos melhores filmes do gênero que eu assisti.

Intenso, divertido, emocionante e chocante, com toques realistas sobre o que seria um super herói no mundo real, Kick-Ass 2 é um daqueles filmes que você assiste discutindo com a tela, de tão envolve e divertido que ele é.

As doses de humor vêm sem serem forçadas, como coisas realmente naturais e críveis. Os personagens são mostrados com tanta semelhança ao mundo real que não fica difícil de imaginar um kick-ass correndo pelas ruas de São Paulo. Além disso, tem também a questão da origem e da motivação de um super herói que são os pontos filosóficos do filme.

As cenas de combate são perfeitas, levando o foco de ação a outro nível. Aqui a licença poética do cinema de ação é usada e abusada, com combates e situações que seriam impossíveis, mas não destoam no filme, devido a sua capacidade de nos fazer acreditar que as pessoas capazes de tamanhos feitos não são pessoas comuns. São heróis e vilões, pessoas capazes de proezas físicas, mas não acima das dores das pessoas normais, sejam físicas ou não.

Não estranhe a classificação do filme, ele realmente está mais violento que o primeiro. Na minha opinião, um dos melhores filmes  sobre heróis que eu já assisti. Kick-Ass 2 fica como aviso à Marvel e a DC para capricharem em seus filmes daqui em diante, pois as apostas acabaram de subir.

Escritor, que vê o mundo de uma maneira especial e tenta transmitir essa visão aos outros, através de belas histórias.
“A história precisa ser vivida, antes de ser contada”

Facebook  

Comments

comments

Comente

DEIXE SEU COMENTÁRIO: